17/11/2006

Friedman

Em abril morreu Galbraith e ontem morreu o seu concorrente Milton Friedman, aquele membro dos Chicago Boys segundo o qual os impostos deveriam ser cortados toda vez que isso for possível.

Em 1976 Milton foi contemplado com o prémio Nobel de Economia e pouco depois as suas concepções influenciaram as políticas dos governos de Thatcher. Então Galbraith acusou Friedman de justificar a miséria e rejeitar qualquer política séria para a sua erradicação. O engraçado é que muitos dos neo-con que hoje usam algumas das teorias monetaristas nem sequer sabem escrever o nome dele.

Não concordando muito com Friedman gosto imenso de uma frase: "não existe almoço grátis".