05/12/2006

Literatura fast food

Este fim-de-semana soube que morrera de câncer de pulmão Allen Carr, aquele gajo que ficou milionário ao vender livros para deixar de fumar que se transformaram em best-sellers internacionais.

Isto fez-me lembrar a morte do Dr. Atkins, que faleceu com um ataque cardíaco e pesava 200 quilos, o guru da dieta das proteínas e poucos vegetais e autor de vários supervendas. E aínda o psicólogo Wayne Dyer que encheu de auto-ajuda as prateleiras dos Carrefour rematou os últimos dias numa seita religiosa.

A literatura fast-food não alimenta, não resolve qualquer problema, mas vende.