15/01/2018

Por que quase todos os engenheiros somos conservadores?

Não sei se estou a fazer uma grave generalidade, mas ao meu ver os engenheiros somos uma raça diferente de pessoas geralmente muito conservadoras. Em muitos casos, somos exatamente o que é necessário para um problema, podemos ser realistas e orientados para a solução. Mas às vezes, oh meu Deus, podemos ser muito irritantes em áreas cinzentas e muito inflexíveis com outros colegas. Amamos as leis e abominamos a desordem e o caos. Às vezes, podemos ser impiedosamente eficientes mas trágicamente também.

Para um engenheiro é mais provável acreditar que o setor privado é mais eficiente do que a burocracia governamental e a eficiência é um valor precioso na engenharia. Os engenheiros somos habitualmente mais receptivos à ideia de um homem de negócios que pode ver as coisas com novos olhos e agilizar  procedimentos e sistemas.

Os engenheiros devemos trabalhar muito para ter sucesso, e as pessoas que são bem-sucedidas geralmente têm uma fé maior na responsabilidade individual, que é um valor conservador. De facto, os engenheiros tendemos a ser excessivamente confiantes. Os engenheiros somos geralmente fiscalmente conservadores porque, acima de tudo, os engenheiros acreditam na meritocracia. Neste ambiente, os baixos impostos significam mais do que a solidariedade social.